Edite Tavares

Edite Tavares

A dinâmica da vida é feita de transformação e colaboração, é por isso que para ela é tão natural e positivo que seja como Team Coach da E&G que encontra a forma de expressão profissional que a apaixona. Está perfeitamente segura de que criar maior envolvimento e alinhamento entre os elementos das equipas, nutrindo uma cultura construtiva e proativa nas organizações, permite elevar os patamares de performance e a concretização dos resultados.

5 IDEIAS PARA UMA CULTURA DE AUTOCONHECIMENTO E AUTENTICIDADE

Partindo de mim, o que posso e devo pedir a mim própria é que saiba quem sou, o que me trouxe até ao dia de hoje. Conhecendo a minha linha de vida, assinalando os episódios mais marcantes – tanto positiva, como negativamente – como agi/reagi e o que aprendi em cada um desses momentos, que lições retirei e o que posteriormente apliquei na minha vida pessoal e profissional, permite-me ir mais longe em cada dia. De que tecido sou feita, como o fui entretecendo ao longo da vida e como criei a minha rede de conexões, nos episódios e locais por onde fui passando, dentro e fora do trabalho. Se apreciar devidamente este património de que disponho, poderei melhorar progressivamente e contribuir eficazmente para a cultura e o ambiente que me cerca.

“Limitem-se a ser vocês mesmos”, é um conselho que devemos seguir, com verdade, abertura de espírito e autenticidade. Só assim poderemos ouvir e ser ouvidos, compreender e influenciar outros; só assim seremos líderes positivos, interessados, inovadores e transformadores, a par com as nossas pessoas.

Gostaria de salientar cinco ideias para uma Cultura de Autoconhecimento e Autenticidade:

1. É um caminho de abertura aos outros/ao ambiente: pedir e receber feedback permite-lhe conhecer o impacto que as suas próprias ações estão a ter nos processos e nas pessoas; ouvir o que os outros têm para dizer, permite ver, sentir e perceber o que resultou, de forma a poder continuar ou alterar e fazer os devidos ajustamentos num futuro (mais) imediato.

2. Reforçando a ideia anterior, ter uma compreensão clara do seu pensamento e padrões de comportamento, vai permiti-lo transformar a qualidade das suas interações e entender melhor as pessoas; essa capacidade de empatia facilita melhores relacionamentos pessoais e profissionais.

3. Os monólogos internos e os pensamentos positivos conduzem-no mais longe: os sucessos do passado criam evidências da capacidade de fazer acontecer!

4. Ser líder de si próprio em conexão com a equipa, com humildade para aprender e crescer continuamente, saindo da zona de conforto e alargando o potencial de cada um.

5. Cultivando a adaptabilidade, confiança, convicção, credibilidade, o conhecimento e maturidade no seio do sistema, devidamente alicerçado na cultura da organização, mas sim, também, com a sua própria singularidade e coerência, que tão bem o definem.

É fundamental ter a coragem de expressar o próprio ponto de vista, pois é o seu contributo particular que o torna um elemento diferenciador e original, que sabe “jogar em equipa” e que a torna capaz de enfrentar os desafios de hoje e de amanhã.

Partindo do Autoconhecimento e Autenticidade para a Unidade e Coesão.

– E na sua Empresa, qual a prática que têm seguido para cultivar a Autenticidade e Originalidade da Equipa?

Gostava de ouvir a vossa história e conhecer os desafios da sua Equipa e Organização.

Partilhe

Explorar mais

O ENVOLVIMENTO DOS MILLENNIALS NO LOCAL DE TRABALHO

A geração dos Millennials (os nascidos entre 1980-1996) marca hoje todos os locais de trabalho com a sua forte presença e com o cunho próprio que a distingue das anteriores gerações. Numa entrevista recente, Simon Sinek faz um retrato da geração Y

Partilhe

E SE NÃO TIVESSES MEDO….

Tens dentro de ti o desejo não expresso de fazer algo inovador, diferenciado do que existe no mercado, que tenha o teu cunho pessoal, mas temes em avançar?

Partilhe

O TEU SUCESSO REVELADO…

Hoje falo-te do Teu SUCESSO, o que espera por ti para se materializar e revelar

Partilhe