Teresa Teles

Teresa Teles

A Coach Teresa Teles assumiu a missão de construir equipas motivadas e comprometidas, que por sua vez trarão à empresa maior rentabilidade, produtividade e maior envolvimento com o cliente. Como? Transformando colaboradores desmotivados e descomprometidos em líderes alinhados com a empresa. Lembre-se do que disse Henry Ford: “Juntar-se é um começo, permanecer juntos é um processo e trabalhar juntos é um sucesso”

Faço tudo bem. Então porque não cresco?

Hoje tive uma conversa muito interessante com um empresário que me mostrou como tinha a empresa toda planeada. Tinha os objectivos definidos de uma forma S.M.A.R.T., tinha o projecto a funcionar, as estratégias, a agenda, os números do negócio, o conhecimento necessário para que a sua empresa estivesse a “trotar” a bom ritmo. Mas a empresa apenas caminha, apenas sobrevive. Os objectivos – específicos, mensuráveis, atingíveis, orientados para os resultados e definidos no tempo – são consecutivamente adiados, inatingidos, frustrados. Porquê? Porque é que é tão difícil cumprir um plano de acção?

A realidade intromete-se. Esta é a resposta imediata que recebo. Não é a primeira vez que a recebo. E até têm razão no que me dizem. A realidade é o momento presente, mas advém de todo um conjunto de acções conscientes, inconscientes ou até do meio envolvente que ocorreu no passado. O passado, esse, já não conseguimos mudar. Mas o presente… O presente é a nossa folha em branco! O presente é a tela onde podemos pintar o quadro que queremos, é a música onde podemos entoar a letra que as nossas emoções trazem ao de cima. O presente é a nossa oportunidade de criar a obra de arte das nossas vidas e para os empresários isso significa tomar as acções para atingir os seus sonhos.

Mantendo a analogia às artes, o que acontecia com este empresário era tão simples como ter as notas, a partitura e os instrumentos. Ele até tinha os músicos (a equipa) para o acompanhar. Mas faltava-lhe um maestro. Falta-lhe alguém de fora a ouvir, com os conhecimentos necessários para apoiar e incentivar o que for de manter e a corrigir o que tivesse de ser corrigido.

Quantos empresários se sentem assim? Quantos empresários trabalham horas a fio, treinam e esforçam-se, sem no entanto conseguirem o resultado que pretendem? Aqui entra o maestro. Aqui entra o crítico, o professor, o treinador… É aqui que um coach faz a diferença.

O desafio que surge aos empresários não se trata da realidade. Sim, ela está lá. E estará sempre lá para todos nós. O desafio é lidar com as prioridades antes de outra coisa. Definiu o sonho? Quando espera alcançá-lo? Quais são os seus objectivos a 5 anos? E até ao fim do ano? O que precisa de fazer para atingir esses objectivos?

E agora as perguntas mais importantes: O que é que atingir esse objectivo significa para si? Para a sua família? O que é que está disposto a abdicar, a sofrer, a investir para atingir esse objectivo?

Voltemos então à “realidade”. A “realidade” é que todos queremos ser felizes. Todos queremos saúde. Todos queremos dinheiro (independentemente da forma como o pretendemos gastar ou investir). Então o que tem feito para isto?

Partilhe

Explorar mais

RELAÇÕES PANDÉMICAS

Em casa… as mesmas paredes 24 horas sob 24 horas, sem grandes oportunidades de argumentar saídas de uma vivência já há muito difícil…

Partilhe